haja corazón


Para você ter uma idéia do fanatismo religioso dos argentinos pelo Maradona, olhem só o comercial de lançamento do programa La Noche del 10. O mais impressionante é que não foi algo criado simplesmente por trabalho. Já li entrevistas com o pessoal da agência (uma das melhores do país) e eles realmente acreditam no que escreveram. Pelo menos dois caras que trabalham com a gente encheram os olhos de lágrima quando viram o comercial.



Escrito por André Takeda às 12h10
[ ] [ envie esta mensagem ]


Favoritismo

Não sei se é a convivência com os portenhos, pessimistas ao extremo, mas estou cada dia menos otimista em relação à Seleção Brasileira. É que o favoritiso, na verdade, nunca nos favoreceu. As únicas Copas em que o Brasil entrou como favorito foram exatamente as seguintes: 1950, 1974, 1982 e 1998. (se alguém acha que o Brasil era favorito em 70, por favor, leia A Pátria em Chuteiras, de Nelson Rodrigues). O pior do favoritismo é que a reversão da expectativa pode ser um trauma violentíssimo. Eu tenho uma tia que mora no interior que nunca se recuperou de 82. Dizem que ela acorda no meio da noite gritando: - “Olha o Paolo Rossi, Cerezo!”. Ou seja, as chances do Brasil levar o Hexa são mínimas. Nosso aproveitamento do favoritismo é de 0%.

 

Claro que alguém vai levantar lá na arquibacada e gritar pra mim “Vai morar na Argentina se tu não acredita na Seleção!”. Amigo, eu te entendo. Essa estratégia parece um pouco estranha. Mas não sou eu que estou dizendo que vamos perder. São as estatísticas. Se nós não acabarmos com esse favoritismo propagandeado pelo Galvão Bueno, já era, adeus Hexa.

 

Por isso, proponho uma grande campanha contra o favoritismo do Brasil. Vamos sair nas ruas com cartazes e camisetas “VAMOS PERDER CERTO” ou “ALEMANHA É TETRA” ou “HEXA SÓ EM 2010” ou qualquer coisa que deixe bem claro que você não colocaria a mão no fogo pela Seleção nessa Copa.

 

SALVE A SELEÇÃO. DIGA NÃO AO FAVORITISMO.



Escrito por Fabiano Goldoni às 11h57
[ ] [ envie esta mensagem ]


Provocação



Escrito por Fabiano Goldoni às 18h39
[ ] [ envie esta mensagem ]


45 DD (45 anos depois de Diego)

É lógico que vamos falar muito sobre o Maradona neste blog. Ano passado a gente sentiu o fanatismo pelo El Diego na época do programa de televisão que ele apresentava. Dizem que o programa volta neste ano. Enquanto isso, deixo aqui o link para a incrível Igreja Maradoniana. Estamos pensando seriamente em visitar uma de suas sedes. E, quem sabe, beber a bebida sagrada: vinho tinto com Coca Cola, que é, na verdade, a bebida predileta do Maradona. Visitem o site da Igreja Maradoniana e sintam só o drama.



Escrito por André Takeda às 17h06
[ ] [ envie esta mensagem ]


Não sei se a notícia ganhou destaque aí no Brasil, mas ontem o prefeito de Buenos Aires perdeu o cargo. Por quê? Porque, segundo a opinião pública e a justiça, o cara também foi responsável pela tragédia que aconteceu no show da banda Callejeros, no final de 2004. Quase 200 pessoas morreram depois de um incêndio por causa das condições precárias de segurança da boate Cromañon. E, para os argentinos, se aquele lugar tinha alvará para funcionar a culpa só poderia ser do prefeito.

E o que o futebol tem a ver com isso?

Na verdade, esse acidente é um exemplo de como os argentinos fazem do futebol um modo de vida. As bandas de rock mais populares do país não têm fãs. Têm torcidas. Os caras vão para os shows com bandeiras, garrafas de cerveja e, acreditem, fogos de artifício. E foi um foguete que começou o incêndio em Cromañon. Uma coisa é soltar um foguete em um show ao ar livre. Outra é soltar em uma boate. Já ouvi histórias de bandas que deixaram de fazer shows simplesmente porque os seus fãs só aprontavam confusão. Algo como se o Palmeiras deixasse de jogar por causa da Mancha Verde.

Resumindo: no fundo, no fundo, o prefeito de Buenos Aires levou impeachment por causa do futebol.



Escrito por André Takeda às 17h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


A rivalidade entre Brasil e Argentina no futebol é algo impossível de deixar de mencionar. Sempre que os dois países aparecem juntos em qualquer situação, seja num bate-papo de boteco ou até num encontro de líderes das américas, alguém dá um jeito de colocar o futebol no assunto. E isso é igual nos dois lados da fronteira. É só o cara descobrir que sou brasileiro para, no mínimo, comentar “Ah, Ronaldinho!”. Esses dias eu fui comprar colchão e o vendedor engatou o assunto e não parou mais. Ele fez comentários como: “Dá pra ver a Copa inteira deitado nesse colchão”. “Eu só não tenho da cor da camisa da seleção brasileira.” O corretor de imóveis também não fugiu a regra: “Adoro o futebol brasileiro.”. “Esse apartamento é grande, mas não dá pra jogar bola.”. Adoram o futebol brasileiro, principalmente quando querem te vender algo.

 

Quando eu saí de Porto Alegre pra morar aqui, não fugi à regra e dei um jeito de meter o futebol no vídeo de despedida.



Escrito por Fabiano Goldoni às 12h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


Cutucando a onça

Foi só dizer que não tinha rivalidade que já apareceu o primeiro colega argentino enviando um vídeo da nova campanha da Adidas.



Escrito por haja corazón às 19h54
[ ] [ envie esta mensagem ]


Faltam 3 meses pra Copa da Alemanha

Por enquanto, não há sinais de rivalidade ou qualquer clima de tensão quando o assunto é futebol. Aliás, as conversas geralmente são assim:

Argentinos: E aí, Brasil ganha a Copa?

Nós: Não. O Brasil nunca ganhou quando jogou como favorito.

Argentinos: Mas tem o Ronaldinho, o Kaká, o Adriano... "un equipaso!"

Nós: Ih! Isso não quer dizer nada. Acho que vai ganhar a Inglaterra ou Alemanha... A Argentina tá bem também, né?



Escrito por haja corazon às 17h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 

Dois brasileiros, André Takeda e Fabiano Goldoni, vão assistir a Copa do Mundo de 2006 na Argentina. Como diria o grandioso, magistral, inenarrável, fulgurante, Galvão Bueno, "que drama, meu amigo!".

Legais
Vote
Dê uma nota para
o Haja Corazón



Arquibancada
 André Takeda
 Fabiano Goldoni
 Redação UOL
 Soninha
 Enviados UOL
 Linha Burra


Vídeos

Melhores momentos da Seleção Argentina

A verdade sobre a Copa de 90

Treino da Argentina


Clima de Copa do Mundo

Torcida em Buenos Aires

Argentina x Alemanha








Histórico
09/07/2006 a 15/07/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
11/06/2006 a 17/06/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006